Governo do Estado do Espírito Santo
28/08/2019 06h00 - Atualizado em 28/08/2019 11h31

Rio Santa Joana entra em Cenário Crítico e agricultores devem economizar água

Bacia abrange parte dos municípios de Afonso Cláudio, Itarana, Itaguaçu e Colatina, onde o Rio Santa Joana deságua no Rio Doce.

O prolongamento da estiagem, a queda da vazão dos rios e o risco de desabastecimento da população colocaram a Bacia Hidrográfica do Rio Santa Joana, na região noroeste do Espírito Santo, em Cenário Crítico para o uso da água. A resolução que declara a situação foi publicada nesta quarta-feira (28) no Diário Oficial do Estado. 

Conforme a publicação, para evitar o desabastecimento, a captação de água superficial e subterrânea para irrigação está restrita nos mananciais inseridos na Bacia do Rio Santa Joana, passando por trechos dos municípios de Afonso Cláudio, Itarana, Itaguaçu e Colatina, de acordo com a área delimitada no mapa acima.

A partir desta quarta-feira (28), pelo menos 440 agricultores localizados na região devem obedecer a um rodízio, que proíbe irrigar plantações ou captar água para este fim durante o dia. O uso da água só está permitido durante a noite, de 18h a 6h, em dias alternados, de
acordo com o município conforme cronograma abaixo:

  • Afonso Cláudio e Itarana (noites de segunda-feira, quarta-feira e sexta-feira);
  • Itaguaçu e Colatina (noites de terça-feira, quinta-feira e sábado).

Aos domingos, a captação e a irrigação ficam proibidas em todos os municípios. Novas interferências na bacia também não serão permitidas. As práticas irregulares serão passíveis às sanções legais. 

As restrições não se aplicam aos usos com finalidade de abastecimento humano e dessedentação animal.

Leia a Resolução Agerh nº 004/2019

Recomendações

A resolução da Agência Estadual de Recursos Hídricos (Agerh) recomenda que as prefeituras e companhias de abastecimento da região desenvolvam e implementem, em regime de urgência, ações que visam o reuso, o aproveitamento de água da chuva e a queda nos índices
de perdas e vazamentos na rede de distribuição.

A Agerh também recomenda a recomposição florestal em áreas degradadas e a redução de práticas que desperdiçam água, como lavagem de fachadas, ruas, calçadas, jardins, campos de futebol e veículos.

Visita aos municípios

A Agerh esteve na região nessa segunda-feira (26), quando percorreu a área e participou de um evento organizado pela Prefeitura Municipal de Itaguaçu e o Comitê da Bacia Hidrográfica do Rio Santa Joana. O diretor técnico da Agerh, José Roberto Jorge, fez uma apresentação que mostrou às mais de 60 pessoas presentes a situação atual da bacia, os motivos que contribuem para a crise hídrica e as ações do Governo do Estado na região. O representante da autarquia tirou dúvidas e respondeu aos questionamentos dos agricultores.


Informações à Imprensa:

Assessoria de Comunicação da Agerh

Francine Leite

(27) 3347-6207|99935-0085

asscom@agerh.es.gov.br
es.agerh@gmail.com

2015 / Desenvolvido pelo PRODEST utilizando o software livre Orchard